sábado

Transmutação e Perdão

Resumo da Palestra no Portal de Sananda (GAF), nesta segunda-feira (25/08/14):

Tema: "Transmutação"
É desejo comum possuir amor, carinho e atenção, mas como tê-los se ainda existe mágoa e rancor nas mentes e corações?
Se as portas do conhecimento e da razão se encontram trancadas, como exteriorizar a luz do amor, que é nosso dever compartilhar com o próximo?
O amor que sentimos ainda é egoísta e possessivo, muito longe ainda do amor incondicional que Jesus nos recomendou buscar.
É necessário compreender que Deus nosso Pai deve ser amado e respeitado. Que Ele se encontra em cada um de seus filhos e que, para enxergá-Lo, basta olhar, amar e respeitar nosso irmão de jornada.
Como desejar carinho e atenção, se não temos amor, se não somos fraternos e misericordiosos e só geramos energias ruins com pensamentos, atos e palavras em desequilíbrio?
Necessitamos de transformações, perdoando em primeiro lugar à nós mesmos pelas faltas, pela pouca fé e falta de perseverança na busca de conhecimentos. Deus não nos condena nem julga;  nossa consciência quando desperta, sim. Ela é que é o juiz severo e fiscalizador de nossos erros e imperfeições.
A todo instante entramos em contato com as possibilidades de mudanças que possam auxiliar no despertar de nós mesmos. O processo de transmutação permite o intercâmbio com a luz, permitindo conhecer, entender e vivenciar as leis divinas.

Nota do Blog: O caminho do perdão nem sempre é fácil. Ele demanda o conhecimento e a consciência de que nenhum de nós ainda nesta jornada terrena é perfeito e, portanto, passível de falhas a todo instante. Ao contrário do que se pensa, perdão não tem nada a ver com “amnésia”, não quer dizer que devemos esquecer o que o outro fez, mas sim compreender que cada um está em determinada etapa da jornada evolutiva, e que só acontece conosco aquilo que nós mesmos permitimos, através de nossas crenças, emoções e pensamentos dissonantes. O outro é apenas um mero instrumento que, tal qual a doença do corpo físico, serve para nos mostrar o que ainda precisa ser aperfeiçoado em nós mesmos. Desta forma, perdoar significa: “Entendo o que aconteceu e porque aconteceu. Vamos seguir em frente.” O prêmio desta atitude não vai para o agressor, mas para aquele que perdoa, que segue em frente com o coração aliviado e a mente em progresso.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

O que você achou? Deixe sua opinião. Ela é muito importante!